terça-feira, 8 de junho de 2010

Perspectiva de vida e sonhos...


Junco do Seridó (PB), Passa e Fica (RN), Piripiri (PI), Crateús (CE) e
Porciúncula (RJ), cidades que provavelmente muitos brasileiros nunca
ouviram falar. Nem eu, antes de conhecer o voo livre.

Viajo bastante para cidades do interior do Brasil, por causa dos
campeonatos e expedições que faço para voar de asa-delta.

Estas cidades têm muita coisa em comum em relação ao seu povo, cultura e prosperidade.

Minha última viagem foi para Porciúncula, no estado do Rio de
Janeiro, e fiquei muito intrigado com os motivos que fazem algumas
cidades e pessoas prosperarem e outras, nem tanto.

Não estou me referindo a como me tratam ou trataram nestes locais (sempre com muito carinho), mas sim, à evolução destas cidades e pessoas que ali habitam.

É muito óbvio que a falta de perspectiva é um dos fatores da não
prosperidade, mas o que está por trás da perspectiva?

- Culpa do político?
- Falta de sorte?
- Problemas familiares?
- Cultura que deu origem o local ou região?
- Falta de estudo?

Todas as possíveis causas acima, para mim, são apenas consequência
de algo mais profundo: A falta de sonhos!


É um assunto polêmico e passível de muita discussão, mas uma coisa que percebi nestes locais:

1) Locais prósperos possuem mais pessoas com sonhos claros e projetos de vida
2) Pessoas com mais sonhos do que a média do local, geralmente migram para outras regiões que eles enxergam serem mais passíveis de conquistarem seus sonhos
3) Existem poucos projetos públicos ou privados com foco em questionar às pessoas com algo do tipo "Qual o seu sonho de vida? O que você está fazendo por este seu sonho? O que você quer ser quando crescer?"

Deixo aqui uma analogia e a pergunta que sempre insiro no final das postagens deste blog:

Quais os seus sonhos?
O que você está fazendo para concretizar seus sonhos?
Sua empresa tem sonhos?
O que sua empresa está fazendo para concretizar os sonhos?

Um comentário:

Adelar disse...

Concordo, todos devem sonhar, ter projetos e procurar melhorar, independente do governo, status social, etc... O indivíduo tem que se valorizar e buscar sempre o melhor para o seu crescimento, pessoal e profissional!!!