domingo, 24 de junho de 2007

A culpa era do aspartame?

Nunca gostei de produtos Diet ou Light por causa do gosto do adoçante.

Mas aí veio a tal da Coca Zero!

Eu bebi e achei muito igual à Coca Clássica, então, passei a beber e por vezes me pego dispensando a água com gás e pedindo Coca Zero (o que eu não fazia há muito tempo).

Vamos aos fatos:

  1. Na Coca Light são 24mg de aspartame e na Coca Zero são só 12mg.
  2. Para compensar o pouco aspartame, entra o ciclamato (24mg) que não havia na Coca Light.
Será que a culpa era do aspartame?

Será que a Coca-Cola não sabia desta fórmula há 5 anos ou mais?

CLARO QUE SABIA!

E por que não lançou antes a "Coca sem açúcar com gosto igual ao da Coca clássica"?

Estratégia, momento de mercado, posicionamento?

Será que ela vai retirar do mercado a Coca Light como ocorreu com a Diet Coke?

As informações oficiais dizem que ela manterá no mercado os 3 produtos (Clássica, Light e Zero) mas eu não sei não...

Será que em breve teremos comerciais do tipo "Levante a mão quem só bebia Coca Light e disse que nunca beberia a Coca Zero" ?

Em 1985 a Coca-Cola entrou pra lista dos casos de insucesso ! O grande tropeço da empresa ocorreu quando resolveu mudar a fórmula do refrigerante chamando-o de New Coke. A reação do público foi tão forte que a antiga fórmula teve que voltar com o nome de Coca-Cola Classic.

Mas ela aprendeu a fazer migrações de clientes entre seus produtos (tchau Diet Coke) .

Quase toda empresa precisa fazer mudanças na linha de produto ou em seu posicionamento ao longo do "vôo", e são nestas situações que muitas perdem clientes.

Sua empresa consegue fazer migrações de clientes sem perder um bocado deles?

Está na hora de fazer mudanças? Como sem perder?

Meu amigo Glauco Calvancanti gosta desta frase:
"Aprenda com os DJs. Eles sabem fazer as transições sem você perceber!"

2 comentários:

Danielli disse...

Os resultados de transições são sempre uma incógnita na vida de uma empresa, um risco que se corre na intenção de conquistar novos espaços. Especificamente no caso da Coca-Cola, especula-se que a Coca Zero veio para atingir um público mais jovem, que não tem o conceito diet e light muito bem definidos em suas mentes. Paticularmente eu não gostei muito, mas certamente a Coca-Cola sabe o que faz! Ou pelo menos esperamos que ela saiba! Rs Mudar sem perder é um desafio, já que há muito tempo agradar a Gregos e Troianos não é uma tarefa tão simples e muito menos fácil. Nasce então o desafio!

SEberard disse...

Na década de 80, a empresa lançou a primeira versão "magra" do refrigerante, a Coca-Cola Diet, que era produzida a partir do mesmo xarope da versão normal. A diferença estava na adição de adoçante no lugar do açúcar, deixando a bebida com menos de 7 calorias por lata. Mas pesquisas revelaram que os consumidores achavam a bebida doce demais.

A atual Coca-Cola Light, que substituiu a diet em 1997 - e ainda tem o nome de diet em alguns paises..

Para agradar os consumidores, a empresa alterou o xarope e passou a utilizar o aspartame como adoçante.

Obviamente, há um grande MARKETING por trás disso tudo. E é por isso que pagamos 3 reais numa big coke quando poderiamos comprar uma tubaina por 1 real... ;-)